TelexFREE e o grande golpista: Faltando 10 dias para eleições, Tião Viana (PT) confisca R$700 milhões dos Divulgadores

Com o caos financeiro aterrorizando Tião Viana (PT), que acumula mais de R$400 milhões em dívidas com fornecedores, o governador foi ágil em aprovar e publicar a Lei que autoriza utilizar 70% dos depósitos judiciais no âmbito do Tribunal de Justiça do Acre.

O PL 094/2016 aprovado ontem (21) na Aleac, por 13 votos a favor e 06 contra, resultou na Lei Nº 3.166 já publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (22).

Carlos Costa reage e entra com ADIm

Através do escritório de advocacia Cabral Gomes & Thronicke,  a Ympactus S.A (TelexFREE) ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) em caráter urgente, junto ao Tribunal de Justiça do Acre, contra o PL nº 94/2016, que autoriza o uso de 70% dos depósitos judiciais pelo governo do Acre para o pagamento dos precatórios judiciais, recomposição dos fluxos de pagamento do Acreprevidência e amortização da dívida pública fundada do Estado com a União.

Suspeita

Políticos de oposição ao Governo do PT no Acre levantaram suspeitas sobre a pressa para aprovação do PL 094 na Aleac. O Projeto foi aprovado e publicado em menos de 24 horas, exatos 10 dias antes das eleições municipais onde tem o Prefeito Marcus Alexandre (PT), apoiado por Tião Viana (PT), concorrendo a reeleição em Rio Branco. Como principal adversária, a Deputada Eliane Sinhasique (PMDB), que votou contra o PL 094/2016.

“Fico muito triste de ver esta situação. Sabemos que se trata de um confisco do que está bloqueado na Justiça. Sabemos que o objetivo do governo é liberar esses recursos às vésperas da eleição e pagar os fornecedores e posar de bonzinho. Se o Estado podia fazer isso desde agosto do ano passado e sabia disso, por que só agora, às vésperas da eleição quer impor? Esse dinheiro é do povo. O governo não pode simplesmente confiscar”, declarou Sinhasique.

“Os comentários publicados nas matérias não representam a opinião do Acrealerta.com, sendo a responsabilidade inteiramente de seus autores. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.”

20 Comentários

  1. Title

    […]although internet websites we backlink to beneath are considerably not related to ours, we feel they may be really really worth a go by way of, so have a look[…]

Comments are closed.