Rio Branco teve aumento de 24% na cesta básica em 2016, aponta Dieese

super-altaO preço da cesta básica ficou aproximadamente 24% mais caro para o rio-branquense durante o ano passado. Foi o que apontou uma pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgada nesta quarta-feira (4). Todos os produtos sofreram aumento.

O feijão carioquinha foi o que mais sofreu modificação no valor, registrando uma alta acumulada de 125,30%. O leite e a banana aparecem logo em seguida, com aumento de 37,50% e 29,19%, respectivamente. Os preços da manteiga (27,15%) e o óleo (24,86%) também tiveram crescimento acima da variação total.

Dentre os 13 itens que compõem a cesta básica alimentícia, o café foi o que menos sofreu mudança, aumentando 2,19%. A carne e o tomate também ficaram entre os menores aumentos, com 7,68% e 7,71%, respectivamente.

Dezembro
Somente em dezembro do ano passado, a cesta básica saiu por R$ 384,44 ao bolso do rio-branquense, conforme a Dieese. O custo representou um crescimento de quase 1% em relação ao mês de novembro.

O aumento mais representativo no último mês de 2015, dentre os produtos, foram do banana (7,24%) e tomate (1,3%). Por outro lado, entre os itens que sofreram redução no valor, os destaques são o feijão (-0,7%) e a manteiga (-0,33%).

As informações são do G1 AC.