Polícia prende suspeito de enviar áudio ordenando ataques criminosos em Rio Branco

presoApós investigações, a Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (24), Bruno de Oliveira Silva, de 18 anos, que é suspeito de integrar uma facção criminosa e ter encaminhado um áudio para um grupo no WhatsApp ordenando ataques criminosos ao patrimônio público.

A onda de violência foi registrada no Acre no início de agosto deste ano. Nesse período, criminosos incendiaram ônibus públicos e escolares na capital e no interior do estado, além de prédios públicos e residências. Os casos seriam uma resposta dos bandidos à instalação de bloqueadores de sinal de celular no Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde e Presídio Antônio Amaro.

De acordo com o delegado Odilon Neto, o áudio incitava que outros integrantes ateassem fogo em ônibus e órgãos públicos. O delegado explica que Silva vai responder por integração a grupo criminoso, incitação ao crime e ainda pode responder aos prejuízos que foram causados pelo áudio encaminhado por ele.

“Esse áudio era interno para o grupo deles, mas acabou vazando e se tornando de conhecimento público. Com o áudio fizemos as investigações necessárias e nos deparamos com o criminoso”, diz.

A investigação da Delegacia de Investigações Criminais (DIC) contou também com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Acre.

As informações são do G1 AC, por Quésia Melo.