OS DONOS DOS COFRES: TIÃO VIANA CONCEDE SUPERPODERES A SEU PRIMO NA SECRETARIA DA FAZENDA

O Diário Oficial desta segunda-feira, 3, trouxe o Decreto 4.561 que estabelece a estrutura organizacional básica da Secretaria da Fazenda. Nele, o governador Tião Viana (PT) concede superpoderes a seu primo Joaquim Manoel Mansour Macêdo, Secretário Adjunto de Administração Financeira. O governador por pouco não isolou o comandante da Sefaz, Mâncio Lima Cordeiro, concentrando no primo a maioria das tarefas da pasta.

Aos cuidados de Joaquim Manoel Macêdo está o Tesouro Estadual, onde é concentrado todo o gerenciamento dos R$ 3 bilhões de Orçamento anual do Acre, além de controlar o Departamento de Gastos Corporativos. Está nas mãos do primo do governador o gerenciamento da dívida pública do Estado, bem como as operações financeiras de crédito. O endividamento do Acre é uma das principais queixas da oposição diante do volume seguido de empréstimos realizados pelo Acre.

A dívida com instituições financeiras já está perto dos R$ 3 bilhões. Somente no primeiro semestre a Aleac aprovou empréstimos que totaliza R$ 1 bilhão. O parente em primeiro grau do governador Tião Viana ainda fica responsável pelo Departamento de Patrimônio do Estado. Os familiares dos irmãos Vianas não comandam somente as contas estaduais.

O irmão de Joaquim Manoel Macêdo, Elias Mansour Macêdo, é o Secretário de Finanças do prefeito Raimundo Angelim (PT). Na ação do Ministério Público Federal contra os ex-diretores do Banacre, os irmãos Mansour Macêdo foram denunciados, em 2005, junto com outros réus, por formação de quadrilha, gestão fraudulenta e gestão temerária. Para a Justiça, contudo, as provas contra eles foram insuficientes e não havia como ligá-los aos crimes cometidos contra o banco.

Joaquim Macêdo (Tinel) lançou seu filho, Marcelo Macêdo (PT), na disputa por uma das vagas a vereador de Rio Branco em 2012.

 

Da Redação do Acrealerta.com

Envie uma resposta