Estatuto da Família: “Marcus Alexandre e Socorre Neri sabiam de tudo”, afirma Artêmio

briga-vereadores-Vereador diz que PL foi discutido com Marcus e Socorro

A votação do projeto de lei do Estatuto da Família não criou atrito apenas entre vereadores e representantes dos grupos GLBT.

Assim que terminou a votação derrubando o veto da prefeita Socorro Neri na manhã dessa quinta-feira, os vereadores Artêmio Costa e Jackson Ramos, ambos da base de apoio à prefeita quase saíram no tapa. Jackson, que chegou atrasado e não votou, foi enfurecido para cima de Artêmio.

Foi preciso os seguranças da Casa separar os parlamentares. Os vereadores, espantados, também foram tentar acalmar o vereador petista que estava indignado. A confusão começou quando Jackson foi avisado por assessores que Artêmio tinha lhe acusado de esconder o projeto de lei do estatuto para atrasar a votação. Jacson disse que só ficou revoltado porque tudo isso não passa de mentira do vereador.

Mas, Artêmio foi mais longe: acusou o ex-prefeito Marcus Alexandre e a prefeita Socorro Neri de cinismo. Segundo o parlamentar, o projeto do estatuto foi discutido com os dois que participaram das reuniões.

Ele seria sancionado por Marcus Alexandre, antes de sair do poder, mas quando viram a repercussão jogaram a responsabilidade toda para a Câmara. “Socorro Neri, que sabia de tudo, ainda vetou o projeto, indo de encontro ao acerto com os vereadores”, declarou.

As informações são do site Agazeta.net, por Adaílson Oliveira.