Duarte propõe comissão para investigar empresas de ônibus em Rio Branco

vereador-RDO vereador Roberto Duarte (PMDB-AC), propôs, na manhã desta quinta-feira (2), a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar supostas irregularidades nos contratos das empresas de transporte público de Rio Branco. A proposta foi apresentada na Câmera de Vereadores da capital acreana.

A diretoria do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Estado do Acre (Sindcol) informou que não tem receio da abertura da CEI, mas disse que não iria comentar nada em específico sobre o assunto.

Já a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) informou, por meio da assessoria de comunicação, que todas as informações sobre o transporte estão disponíveis para a população e órgãos de controle, incluindo a Câmara de Vereadores. O órgão acrescentou que o Ministério Público Estadual (MP-AC) acompanha os contratos do transporte coletivo desde 2013, o que resultou na abertura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Para instaurar a comissão, o vereador precisa que outros seis vereadores assinem o requerimento da proposta. Após apresentação, cinco vereadores assinaram o requerimento. Duarte afirmou que pode adquirir a sexta assinatura a qualquer momento e a comissão será apresentada na Câmara.

Ele saliente que a investigação deve ser referente ao termo aditivo de renovação de contrato da prefeitura com as empresa de transporte público municipal. “Não sei se tem nada de errado até investigar. Existem suspeitas de irregularidade com relação a saúde financeira das empresas à época da renovação desses contratos”, contou o vereador.

Os contratos citados pelo vereador teriam sido assinados no final de 2014, e em 2015. Duarte acrescentou que não tem certeza sobre o número de contratos e as irregularidades. “Houve três a quatro contratos, porque nem nisso eu consegui ver essa transparência toda do município, mas pelo o que soube foram três termos aditivos de contratos”, detalhou.

As informações são do G1 AC, por Aline Nascimento.

1 Comentário

Comments are closed.