CPI dos Transportes: Vereadores buscam Justiça contra exclusão de Jarude

cpi-transpOs vereadores de oposição entraram com um pedido liminar na Justiça para que a Mesa Diretora mude a composição dos membros da CPI que vai investigar o transporte coletivo em Rio Branco.

O presidente da Mesa Diretora, vereador Manuel Marcos (PRB), sozinho, decidiu quem seriam os membros, tirando dos vereadores o direito de discussão e escolha entre eles.

O ponto mais discutido foi a retirada do vereador Emerson Jarude (PSL). Os partidos com maior participação na Câmara já tinham garantido cadeiras na comissão. O PSL, por ter dois parlamentares na Casa, colocaria Jarude. Só que o presidente Manuel Marcos não deixou.

Os vereadores de oposição ingressaram na Justiça uma ação com pedido de liminar para que o nome de Emerson Jarude seja incluído como membro da comissão. “Não vou aceitar a forma como foi feita a escolha. Meu nome estava certo na comissão e, de forma arbitrária, o presidente da Casa mudou as regras. Vamos buscar acolhimento na Justiça”, reclamou Jarude.

O presidente Manuel Marcos montou assim a CPI: Railson Correia (PTN) como presidente, Jackson Ramos (PT) será o relator e Eduardo Farias (PCdoB), Célio Gadelha (PSDB) e Roberto Duarte (PMDB), membros titulares.

Manuel Marcos explicou que fez a retirada de Jarude para garantir a participação de Roberto Duarte que foi o vereador que deu início a CPI. “Se vier uma ordem judicial vamos obedecer, mas a escolha foi feita de forma respeitosa. A Mesa tomou essa decisão para agilizar os serviços da comissão”, retrucou.

As informações são do site Agazeta.net, por Adailson Oliveira.

1 Comentário

Comments are closed.