BBOM: Novamente, João Francisco anuncia falsas expectativas sobre a liberação da empresa

Em mais um vídeo divulgado hoje (29), na fanpage oficial da empresa BBOM, o Presidente Jõao Francisco declarou, pela terceira vez, que a justiça reconheceu a legalidade da empresa.

Desta vez, João Francisco afirma que recebeu uma ligação informando que o TRF haveria reconhecido a legalidade e liberou parte dos recursos. Segundo informações levantadas pelo acrealerta, a Justiça teria determinado simplesmente a liberação de recursos para aquisição de rastreadores, pagamento de dívidas trabalhistas e impostos, mas os valores dos associados continua bloqueado.

Estranhamente, nenhuma decisão oficial foi divulgado, bem como não citou a fonte de tal informação. Mais estranho é a contradição de que a justiça, apesar de reconhecer a legalidade, teria liberado apenas “parte dos recursos”, não citando os valores muito menos o motivo pelo qual não ocorreu o desbloqueio dos aproximadamente R$ 300 milhões inicialmente bloqueados.

Não é a primeira vez que o presidente da empresa anuncia a liberação da empresa. João Francisco chegou a anunciar um calendário de devolução, o que não ocorreu.

Vejam as afirmações declaradas pelo presidente da empresa em 2015, o qual afirma que, independente da liberação da justiça, faria a recompra  de todos os pacotes BBOM e reestabeleceria o saldo nos BackOffices:

“Já estamos restabelecendo os saldos dos BACKOFFICE – onde todos poderão ter controle absoluto de seus saldos construídos ate o início da auditoria”, afirma o presidente João Francisco.

Cronograma

De 01 a 10/02/2015: Convite aos franqueados para adequação de suas lojas para que possam distribuir mais agilmente os produtos de Venda direta; Regras para o contrato de mútuo que será disponibilizado para cada unidade franqueada; Prazo para abastecimento de produtos para entrega aos Microfranqueados. Segundo a empresa, a agilidade dependerá somente do franqueado e todo apoio daremos para que isso aconteça com a maior brevidade possível.

Até o dia 15/02/2015: Os valores de saques solicitados anteriormente no modelo dito como 2.0 serão restabelecidos em sua integralidade.

O presidente afirma ainda que os créditos serão mais ágeis para aqueles que desenvolvem o MMN UNIVERTEAM, pois estará disponível em um prazo máximo de 24 horas no cartão previamente solicitado e o microfranqueado UNIVERTEAM poderá sacar em caixas eletrônicos ou mesmo utilizar para compras em qualquer estabelecimento comercial.

Até o dia 30/03/2015: recompras de todos os pacotes que foram recebidos em boletos, cartões ou depósito em conta da empresa.

Até o dia 30/04/2015: recompras de todos os pacotes que foram recebidos com repasse de valores diretamente a lideranças e seus contratos foram liquidados com saldo destes.

Ainda durante o ano de 2015: independente do resultado da justiça, estaremos recomprando todos os pacotes da BBOM conforme o modelo 1.0 e, após o entendimento, pleno da justiça quanto à sustentabilidade e Regras de nosso processo de venda direta estaremos fortalecidos e com certeza a caminho da grande vitória e seremos a maior e melhor empresa do mundo para se trabalhar.

leia também

TelexFREE URGENTE: empresa sofre nova derrota na Justiça federal e segue com bens bloqueados

    TelexFREE: Justiça do Acre determina desbloqueio do site da empresa

    CONFIRA O COMUNICADO OFICIAL DA BBOM DE HOJE (29)

    Guerreiros,

    O dia 29 de fevereiro de 2016 é um dia histórico para toda a família BBOM.

    Hoje, um dia especial, que só acontece uma vez a cada quatro anos, a Justiça Brasileira nos concedeu importante vitória!

    E que vitória é essa?, muitos poderão se perguntar.

    No dia de hoje a justiça reconheceu que apenas sobre parte das atividades da empresa é que recai DÚVIDA sobre a licitude das atividades; e, mais, essa dúvida será sanada ao longo da instrução processual porque, nós, da BBOM, não temos dúvidas do modelo de negócios que implantamos no Brasil.

    Mas, mais importante do que isso, a Justiça reconheceu que sobre toda a atividade ligada à venda direta e franquias não há dúvida e que, portanto, pode e devemos continuar!!

    Esse é o reconhecimento de um modelo lícito e indene de duvidas, que sempre acreditamos e defendemos!!

    Mas não é só. Ainda hoje, no mesmo julgamento, a Justiça determinou a liberação de recursos para compra de rastreadores, pagamento de dívidas trabalhistas, impostos e outras coisas, o que nos permitirá honrar com inúmeras obrigações.

    Essa vitória, ainda que parcial, mais do que determinar a liberação de recursos do ativo financeiro, renova nossa CONFIANÇA na Justiça e nosso comprometimento com nosso MAIOR bem: vocês, a rede, os franqueados!

    O importante é que nossos legisladores reconhece que nas modalidades que operamos NÃO SOMOS PIRÂMIDE FINANCEIRA.

    Tenham um belíssimo final de dia, vocês merecem!!

    VALEU A PENA!!!

    João Francisco de Paulo
    Presidente Grupo Embrasystem

    Paulo Ramos
    Diretor Jurídico e CEO Mundial

    Envie uma resposta