Assaltantes invadem maternidade e rendem pacientes e equipe médica

Maternidade Barbára Heliodora em Rio Branco (Foto: Quésia Melo/G1)Dois homens, usando sacos pretos nos rostos, invadiram, na madrugada deste domingo (18), a ala Canguru da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco. Na ação, foram rendidas as mães dos bebês e também a equipe médica que estava de plantão. De acordo com a direção do hospital, os dois estavam armados e levaram alguns celulares.

A suspeita é que a dupla tenha conseguido entrar no hospital por uma janela, que dá acesso ao Parque da Maternidade. O fato ocorreu por volta das 3h e, segundo a direção, foi rápido.

"Dois homens ameaçaram a equipe de acolhimento e entraram na ala, onde ficam as mães com os bebês. Eles levaram alguns celulares e saíram rapidamente. A perícia apontou que eles entraram por uma acesso no refeitório", conta a gerente da maternidade, Rossana de Oliveira.

‘Pacientes ficaram em pânico’, diz médico
O médico Giorgio Fernando conta que estava no consultório com uma paciente quando ouviu gritos e correria na unidade. "As pacientes estavam em pânico, chorando com seus filhos prematuros . Uma situação terrível. Nós da classe médica ficamos perplexo com essa situação, de não termos segurança em um hospital, um lugar que deveria ter apenas pacientes e profissionais da saúde", reclama.

Fernado registrou um boletim de ocorrência e, acompanhado do sindicato da categoria, pede que sejam tomas providências para reforçar a segurança na maternidade. Segundo ele, não a primeira vez que a unidade é alvo de criminosos.

"O que queremos é revindicar nossa segurança. Temos carros arrombados todos os dias na maternidade, motos são roubados. Não temos estacionamento e maternidade fica em um local que se aglomera muitos usuários de drogas, o que acaba a deixando exposta para esses crimes", lamenta.

Segurança noturna vai ser reforçada
Além de registrar um boletim de ocorrência, a direção da unidade está resgatando as imagens das câmeras de segurança que devem ajudar na investigação da Polícia Civil. Mais guardas também devem reforçar a segurança da maternidade pelo período noturno a partir deste domingo (19).

O delegado Sérgio Lopes informou que o caso deve ser encaminhado à Delegacia Antiassalto e que a polícia também já faz buscas pelos dois suspeitos do crime.

As informações são do G1 AC, por Quésia Melo.

Envie uma resposta