Após ataques, ônibus voltam a circular com reforço policial em Rio Branco

busApós os ataques que ocorreram em Rio Branco, a frota de ônibus voltou a circular com reforço policial e com meia hora de atraso nesta segunda-feira (7). Os coletivos geralmente iniciam as viagens às 5h e começaram às 5h30, segundo o diretor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), Gabriel Forneck.

Forneck garantiu que a Segurança Pública está dando apoio ao funcionamento do transporte coletivo e que os ônibus voltaram a transitar normalmente com 100% da frota nas ruas.

“Já estávamos planejados, independente dos atos que aconteceram, por conta da volta às aulas, ou seja, 100% da frota está funcionando. Apenas nesta segunda (6) ao invés de soltarmos os carros às 5h soltamos às 5h30 com apoio da Polícia Militar e da Civil com escoltas em algumas regiões que consideramos ainda perigosas. Mas, não vamos deixar de atender toda a população”, garantiu.

Sobre os ônibus que foram queimados, Forneck disse que ainda não e possível dizer quanto foi o prejuízo, mas falou que outros carros devem ser substituídos.

“Ainda temos que ver, o prejuízo é notório, infelizmente quem sofre mais é a população, porque depende do transporte coletivo. Vamos trabalhar junto com as empresas o mais rápido possível para tentarmos fazer essa substituição”, afirmou.

Circulação de coletivos no período da noite

Com relação à circulação dos ônibus no período da noite, horário em que ocorreu os incêndios neste fim de semana, o superintendente falou que os coletivos vão circular normalmente. “Não haverá alteração, é uma determinação do governador que as forças de segurança devem estar presente dando apoio. Vamos atender a população e manter os ônibus nas ruas”, disse.

Sobre a reivindicação dos motoristas em ter um apoio maior da polícia nos coletivos, o gestor acrescentou que a polícia já vem acompanhando os ônibus com viaturas. “Temos um trabalho em parceria com a Polícia Militar e trabalhamos em cima das estatísticas. Quando acontecem ocorrências decorrentes os batalhões têm nos dado apoio total. Queremos reforçar que os ônibus vão circular em todos os horários normalmente”, finalizou.

Ataques

Após a onda de violência ocorrida na noite do sábado (5) e manhã deste domingo (6), o horário do transporte coletivo em Rio Branco foi reduzido em duas horas na noite do domingo por questão de segurança. Os ônibus rodaram até as 22h deste domingo. Normalmente, os veículos trafegam até a meia-noite. O serviço chegou a ser paralisado temporariamente até a chegada da escolta policial para que os veículos voltassem a circular na cidade no sábado.

De sábado (5) até às 9h34 deste domingo (6) quatro ônibus foram incendiados segundo o Corpo de Bombeiros. Um dia antes da onda de violência em Rio Branco e interior do Acre, 22 presos foram remanejados para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no Presídio Antônio Amaro. Até a tarde deste domingo haviam sido registrados três homicídios em Rio Branco.

A Secretaria de Segurança Pública (Sesp-AC) convocou mais 400 homens para reforçar o policiamento nas ruas de Rio Branco, além dos 150 que normalmente atuam no trabalho. Houve a convocação de bombeiros, militares do Exército, policiais militares e civis, além de alunos que estão na fase de finalização do curso da PM.

A Sesp-AC informou que 26 pessoas chegaram a ser presas após os ataques. Ao todo, 13 foram presos em Rio Branco, três em Feijó e dez em Brasileia, interior do Acre.

As informações são do G1 AC.