Acre é o 2º estado com maior nº de denúncias de abuso sexual contra meninas

estupo-editadaAcre é o segundo estado com o maior número de denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes do sexo feminino. Ao todo, 78,9% das ocorrências registradas pelo Disque Direitos Humanos (Disque 100) partiram do Acre. Desses, 94,7 % dos casos eram de exploração sexual, 40% de violência física e 50,7% de negligência.

Os dados fazem parte do relatório divulgado “A Criança e o Adolescente nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)” divulgado pela Fundação Abrinq que avalia os registros de 2015 e foi divulgado na terça-feira (26). No ranking com cinco estados, o Acre ficou atrás apenas de Roraima que teve média de 85,7% de denúncias.

Em maio deste ano, a Disque 100 divulgou que a ouvidoria recebeu 74 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes de 0 a 18 anos no Acre no último ano. Do total dos casos no Acre, foram 61 de abuso sexual, 11 de exploração sexual e dois classificados como “outros”, sem especificação.

O estudo da Abrinq mostra também que o estado é o terceiro em denúncias de abuso sexual contra crianças e adolescentes do sexo masculino. O Acre aparece com 7,8% dos registros de denúncia no Disque 100. Desses, 7,8% foram de abuso sexual, 42,5% de violência física e 36,3% de negligência. No entanto, o estado não apresentou nenhum resultado para denúncias quanto a exploração sexual de jovens.

Em toda a região Norte, 72,4% das denúncias de abuso sexual envolviam crianças e adolescentes do sexo feminino, sendo que 65,8% dos casos eram de exploração sexual e 46,1% de violência física. No sexo masculino, as denúncias representam de abuso sexual representam 16%. As ocorrências de exploração sexual foram de 15,3%.

As informações e imagem são do G1 AC, por Quésia Melo.