“A minha loja mesmo já foi furtada oito vezes. Em nenhuma houve investigação”, declara empresário

furtoDesde o ano passado, os comerciantes da Rua Quintino Bocaiúva e Travessa Guaporé sofrem com a sequência de furtos. Há relatos de empresários que tiveram lojas furtadas mais de 10 vezes ao longo de um ano.

Em um flagrante feito pelo circuito interno de uma das lojas furtadas, um dos ladrões se benze antes de começar a levar as coisas.

“Mais de 1 milhão em prejuízo. Alguns comerciantes não conseguiram se reerguer e fecharam suas portas, aumentando assim ainda mais o desemprego. Os comerciantes não sabem a quem recorrer, alguns foram arrombados mais de 10 vezes entre 2017 e 2018”, diz um empresário.

Os empresários relatam que se trata “da mesma pessoa ou grupo”. A polícia já prendeu os acusados, mas eles são liberados em audiência de custódia.

O desânimo é evidente entre os profissionais do comércio. “A minha loja mesmo já foi furtada oito vezes. Em nenhuma houve investigação”, relata o presidente da Associação Comercial e Industrial do Acre, Celestino Bento. “Fica difícil você buscar solução com quem não quer resolver o problema”.

O presidente da Acisa diz que já tentou articular uma audiência pública para debater o problema, mas não sentiu “vontade política” para que as discussões fossem realizadas.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Emylson Farias, prometeu que vai acionar a Polícia Civil para que seja feita a identificação dos acusados.

As informações são do site Agazeta.net, por Itaan Arruda.